Site de notícias de automóveis

Jeep Renegade: 5 Defeitos Comuns que Você Precisa Saber (e Como Evitar)

Os principais problemas e defeitos do Jeep Renegade são: nível de óleo baixando, barulhos na cabine e no exterior, baixa no líquido de arrefecimento, problemas elétricos e consumo alto.

Vamos conferir os problemas mais de perto?

Jeep Renegade: 5 Defeitos Comuns que Você Precisa Saber (e Como Evitar)
Foto/Reprodução: Jeep

Jeep Renegade: 5 Defeitos Comuns que Você Precisa Saber (e Como Evitar)

Nível de óleo baixando

Algumas reclamações dos consumidores é com relação ao nível de óleo do Renegade. Alguns consumidores notaram que o nível do óleo baixa antes do tempo de troca recomendado.

Com isso para evitar esse problema caso tenha um Renegade, fique de olho no óleo e faça as trocas necessárias.

Barulhos na cabine e no exterior

Não são todos, mas algumas unidades do Renegade apresentam barulhos na cabine. Algo que acontece por causa do nível de acabamento, aí para arrumar é só com a Fiat mesmo ou em manutenções.

jeep renegade defeitos-
Foto/Reprodução: Jeep

Baixa no líquido de arrefecimento

Outro problema do Renegade é com relação ao líquido de arrefecimento. O motor acaba usando muito do líquido de arrefecimento, o que pode até mesmo fundir o motor.

Por isso, fique sempre de olho no nível do líquido de arrefecimento. Assim você evita dores de cabeça maiores.

Problemas elétricos

Entre os principais problemas elétricos do Renegade estão a subida e descida dos vidros. Muitos consumidores apontam que os vidros demoram para subir ou sobem e descem de uma só vez.

Ainda há problemas no sistema de áudio, que liga do nada. Procure um especialista para consertar o problema ou amenizar seus efeitos.

jeep renegade defeitos
Foto/Reprodução: Jeep

Consumo alto

Por último há o problema do consumo de combustível. O Renegade não é conhecido por ser um carro muito econômico.

Mas alguns consumidores apontam um consumo bem abaixo da média divulgada pela Jeep. Nesses casos vale a atenção para saber como é sua forma de dirigir.

Existem alguns métodos de economia, como não oscilar muito a velocidade e trocar as marchas no momento certo. Essas medidas podem diminuir o problema, mas não acabar com ele.

Advertisement
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.