Site de notícias de automóveis

Carro da Apple não será lançado mais, mesmo após grande expectativa

Apple desiste de fabricar Apple Car elétrico: o que isso significa para o mercado automotivo?

A Apple, marca conhecida pelos seus eletrônicos, desistiu de produzir o seu tão esperado carro elétrico, o Apple Car.

O projeto, chamado de “Project Titan“, foi iniciado em 2014 e contava com cerca de 2.000 funcionários da empresa.

No entanto, após 10 anos de estudos e dificuldades para encontrar um parceiro do ramo automotivo, a empresa decidiu não seguir adiante com o projeto.

De acordo com informações apuradas pelo jornalista Mark Gurman, da Bloomberg, os funcionários que trabalhavam no projeto do Apple Car serão realocados para melhorar os sistemas de inteligência artificial generativa da empresa. Alguns deles podem ser demitidos.

A decisão de abandonar o projeto foi tomada pelo conselho de administração da Apple, que alegou dificuldades em obter uma margem de lucro satisfatória com a produção do veículo elétrico.

Carro da Apple

Por que a Apple desistiu do Apple Car?

A Apple desistiu de fabricar o seu próprio carro elétrico, o Apple Car, após uma década de pesquisa e desenvolvimento. Embora a empresa nunca tenha anunciado oficialmente o projeto, a notícia de que a Apple estava trabalhando em um veículo elétrico autônomo foi divulgada em 2014.

O motivo exato para a desistência do projeto não foi revelado, mas há uma teoria forte em cima do possível preço do Apple Car.

De acordo com a Bloomberg, o Apple Car seria um carro altamente tecnológico e, mesmo após ter seu projeto alterado para se tornar mais simples, ele seria muito caro, não custando menos que US$ 100 mil.

Esse preço colocaria o carro da Apple em competição direta com modelos premium já estabelecidos no mercado, como Porsche Taycan, BMW i7 e Tesla Model X.

Sem a certeza de que entraria para ganhar essa briga, ou ao menos ter a margem de lucro com que está acostumada, a Apple teria resolvido se afastar.

A decisão de desistir do projeto foi tomada pela liderança da Apple, incluindo Jeff Williams, Kevin Lynch e outros executivos do grupo de projetos especiais.

A desistência resultou em demissões de engenheiros de hardware, designers automotivos e outros funcionários envolvidos no projeto.

A estratégia da Apple agora está focada em desenvolver software e sistemas de IA generativa para parceiros do ramo automotivo, em vez de produzir seu próprio veículo elétrico.

Advertisement
Deixe um comentário