Site de notícias de automóveis

GWM Haval H6 HEV: Antes de Adquirir, Veja Estes 5 Pontos de Atenção

Conheça o GWM Haval H6 HEV: 5 pontos-chave que você precisa saber antes de comprar. Clique para mais informações!

Não restam dúvidas sobre a excelente qualidade do GWM Haval H6 HEV, a versão de entrada do SUV chinês recém-lançado no Brasil. 

Com um conjunto de equipamentos impressionante, amplo espaço interno e um motor de alto desempenho, ele está pronto para desafiar os modelos híbridos e a combustão no segmento automobilístico.

Mas, existem alguns pontos que precisam ser levados em consideração no momento de avaliar o GWM Haval H6 HEV, confira a seguir!

GWM Haval H6

5 motivos para repensar a compra do GWM Haval H6 HEV

5. Assistência ao Motorista

Se a ideia da GWM era fazer com que o Haval H6 competisse com o Jeep Compass, poderia ter lançado o SUV com um sistema de assistência ao motorista já ativo. 

Dentro do veículo, os botões de SOS relacionados a essa função estão desativados e a equipe de desenvolvimento ainda não concluiu a parte frontal desse sistema. 

Segundo a GWM, a conectividade do SUV será aprimorada com esse serviço em breve.

4. Interface da Central Multimídia

GWM Haval H6 HEV

Apesar da tela de 12,3 polegadas da central multimídia ser de alta qualidade e oferecer excelentes funções.

A sua interface exige um certo tempo de adaptação, principalmente porque não há botões físicos, mas a proposta da montadora é realmente minimalista.

Para encontrar determinadas funções, é mais conveniente usar os botões de atalho no volante (com o carro parado, é importante destacar) em vez de navegar diretamente na tela da central.

3. Acesso aos Modos de Condução

O Haval H6 possui vários modos de condução que realmente afetam o comportamento do veículo. 

A questão é que esses modos deveriam ser acessíveis por um botão específico no console, em vez de atalhos no volante ou na central.

Mesmo ao pressionar um botão no volante e ser direcionado para a tela da central, ainda é necessário selecionar o tipo de condução desejado na tela. 

Mais uma vez, entendemos o conceito minimalista, mas ele está um pouco exagerado neste caso.

2. Design

GWM Haval H6 HEV

Não podemos dizer que o Haval H6 HEV seja feio, muito pelo contrário, seu design é harmonioso e ele chama a atenção por sua imponência e linhas sóbrias. 

Se há algo em que algumas marcas chinesas ainda precisam evoluir, é no design, pois em todos os outros aspectos houve uma grande melhora.

Ao observar o Haval H6, temos a sensação de estar diante de um carro que já vimos antes. 

Existem elementos, como a dianteira, que lembram muito o Peugeot 3008, alguns modelos antigos da Land Rover, como o Discovery, e até mesmo concorrentes chineses, como a Caoa Chery.

Falta um pouco de exclusividade nesta versão do carro, algo que não ocorre na variante PHEV GT, por exemplo.

1. Consumo de Combustível

Uma questão que nos incomodou durante o uso do Haval H6 HEV foi o consumo de combustível. 

Abastecido apenas com gasolina (pois não é flex), as médias ficaram abaixo do esperado, mesmo com um conjunto mecânico competente. Isso pode ser atribuído em parte ao funcionamento limitado do motor elétrico.

Na condução urbana, registramos pouco mais de 9 km/l, enquanto na estrada, a média foi de 12,4 km/l, o que é surpreendente, já que geralmente os carros híbridos apresentam melhor desempenho na cidade em comparação com estradas. 

Isso ocorre porque a intervenção do motor elétrico é bastante limitada, mesmo no modo Eco. 

A bateria, que tem capacidade de 1,7 kWh, se esgota rapidamente, fazendo com que o motor a gasolina trabalhe mais para recarregá-la.

Para efeito de comparação, o Toyota Corolla Cross Hybrid, abastecido com gasolina, pode alcançar médias de até 20 km/l na cidade com facilidade.

Quer continuar acompanhando as últimas histórias e notícias sobre carros e o universo das motos?

Então, siga @NoticiasSobreAutomovel e compartilhe este artigo com quem você acha que vai gostar também!

Advertisement
Deixe um comentário